Às margens do rio Negro e com um calçadão de pedras portuguesas com desenhos e mosaicos, o Complexo Turístico Ponta Negra é um dos pontos que receberá intervenções dentro do programa de crescimento econômico e social “Mais Manaus”, lançado pelo prefeito David Almeida na semana passada. O espaço contemplado no local é o antigo Local Casa de Praia, onde funcionou nas décadas de 90 e 2000 o El Mosquiton e o Papagaio Show Clube, e que agora passará por uma intervenção, com sinergia para o turismo, negócios e culinária regional.

O espaço é uma demanda da Secretaria Municipal do Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi) e do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), para o reforço à geração de novos negócios e empreendedorismo no ambiente.

Com vista privilegiada para o rio Negro e a praia da Ponta Negra, o local tem projeto para abrigar restaurante, central de artesanato, áreas para exposições artísticas e ambientes abertos e fechados, com a possibilidade de se contemplar a vista literalmente com os pés na areia.

O projeto prevê ainda um playground, áreas de convivência, passarela, mirante, quiosques e ações, com estrutura para receber shows intimistas.

“O prefeito David Almeida nos deu uma missão de buscar soluções para algumas áreas deterioradas de Manaus, uma dessas é o antigo Local Casa de Praia. O Implurb desenvolveu um projeto que envolve cerca de 11 operações de negócios no ambiente, incluindo gastronomia, artesanato e turismo, atendendo de criança a idosos, com acessibilidade e o valor agregado do parque”, explicou o diretor-presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente.

Dentro do conceito do “Mais Manaus”, o antigo Local Casa de Praia passará, além de reforma e revitalização, pela reconversão do espaço para novo uso, quando era point como clube de shows.

Programa

O pacote de ações “Mais Manaus” prevê investimentos superiores a R$ 1,2 bilhão em diversos setores e segmentos, para os próximos dois anos, tendo como objetivo modernizar a capital amazonense, além de gerar quase 60 mil vagas de empregos, direta e indiretamente.

No lançamento do programa, David Almeida explicou que os investimentos do “Mais Manaus” acontecerão, de forma simultânea, em diversas áreas da gestão municipal, assim, entregando uma Manaus mais bonita, organizada e estruturada para a população.

“Prometemos na campanha que íamos mudar a história da cidade em todos os aspectos. Manaus já é uma outra cidade, tem uma nova postura, um novo comando. A marca da nossa administração é o trabalho. Vamos continuar transformando Manaus“, enfatizou Almeida.

A praia

Desde 2011, a praia da Ponta Negra não desaparece mais sob as águas do Negro, durante a cheia dos rios. A técnica perene foi a mesma usada em praias famosas como a de Copacabana, no Rio de Janeiro, e nas ilhas artificiais de Dubai, nos Emirados Árabes. A praia perene tem 4,8 mil metros quadrados.

São mais de 5 quilômetros de calçada feita com pedra portuguesa, com um traçado sinuoso em preto e branco que lembra o encontro das águas dos rios Negro e Solimões. Esse desenho é o mesmo da praça de São Sebastião, no centro de Manaus, que foi copiado pelo paisagista Burle Max e aplicado no calçadão de Copacabana, no Rio de Janeiro, onde se tornou mundialmente famoso.

A modernização da Ponta Negra começou para valer com a duplicação da estrada, na década de 1970, e a construção de conjuntos residenciais.

A primeira intervenção urbanística na praia foi no final da década de 1980, quando foram construídos o calçadão, a área de bares e o anfiteatro.

Texto – Claudia do Valle / Implurb
Fotos – Divulgação / Implurb