Dois militares veteranos que lutavam com os ucranianos de Kiev foram presos por soldados russos; sua localização é desconhecida.

Na última segunda-feira, 20, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, informou que dois americanos foram capturados na Ucrânia enquanto lutavam ao lado de militares em Kiev. De acordo com ele, a dupla estava ‘colocando em risco’ os soldados russos e deveriam ser ‘responsáveis por esses crimes’. Os nomes dos combatentes são Alexander Drueke e Andy Huynh, ambos militares veteranos dos EUA. “Eles são soldados da fortuna e estavam envolvidos em atividades ilegais no território da Ucrânia. Eles estavam envolvidos em disparar e bombardear nossos militares. Eles estavam colocando suas vidas em risco. Eles devem ser responsabilizados pelos crimes que cometeram. Esses crimes precisam ser investigados”, disse Peskov à NBC News. Os crimes não foram especificados, mas o porta-voz alegou que não seriam crimes abrangidos pela Convenção de Genebra sobre prisioneiros de guerra. Perguntado se eles podem enfrentar a pena de morte, Peskov disse: “Depende da investigação”.

 

 

 

Fonte: JP Notícias