David cresceu mais uma vez, já Amazonino continua um dos líderes de rejeição, com 34%, perdendo apenas para Alfredo Nascimento, que registrou 36%.

A 18 dias das eleições municipais deste ano, a última pesquisa eleitoral realizada pelo Ibope, divulgada nesta quarta-feira (28), apontou empate técnico entre os candidatos Amazonino Mendes (Podemos) e David Almeida (Avante). Enquanto Amazonino caiu de 25% para 24 pontos percentuais, David cresceu três pontos e saltou de 13% para 16%.

A segunda pesquisa do Ibope encomendada pela Rede Amazônica nesta eleição – a primeira foi divulgada no dia 14 de outubro -, tem uma margem de erro de 4%. Diante disso, os candidatos Amazonino e David empataram tecnicamente, com 20 pontos percentuais.

O Ibope também perguntou aos eleitores de Manaus em quem eles não votariam de jeito nenhum. Amazonino, que registrou 34% de rejeição do eleitorado manauara, perde apenas para o candidato Alfredo Nascimento (PL), que marcou 36 pontos percentuais.

O estudo do Ibope sobre as eleições de Manaus foi o segundo divulgado nesta quarta-feira. O primeiro foi o estudo da Perspectiva. Nos dois levantamentos, David se mantém como o candidato com as maiores chances de derrotar Amazonino no segundo turno da corrida pela Prefeitura de Manaus.

A pesquisa da Perspectiva, divulgada no início da manhã desta quarta-feira (28), aponta David com 15% da preferência popular. Nesse estudo, Amazonino caiu de 30 pontos percentuais para 28,5%. Na espontânea – quando os nomes não são apresentados -, Amazonino aparece com 18,3%; David, 9,4%.

Segundo turno
O levantamento da Perspectiva revela, ainda, que David tem chances reais de derrotar Amazonino no segundo turno da disputa – marcado para 29 de novembro -, porque Mendes aparece em segundo lugar no ranking da rejeição, com 22,7 % da negativa do eleitorado, enquanto Almeida tem uma rejeição de apenas 8%.

De três cenários apresentados pela Perspectiva, David aparece como o único com condições matemáticas de vencer Amazonino. Com margem de erro de 3 pontos, Amazonino que registrou 43,1% das intenções de votos no segundo turno, empatou tecnicamente com David, que marcou 38,7%.