Não há registro de internações entre os casos identificados. FVS-RCP faz busca ativa e monitora contatos.

A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP) notificou, nesta quarta-feira (18/08), ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) do Ministério da Saúde (MS), o alerta com a confirmação de seis casos de Covid-19 pela variante Delta (VOC-B.1.167.2), identificada inicialmente na Índia. A FVS-RCP realiza a investigação e busca ativa de novos casos para combater a disseminação da linhagem no estado.

Tratam-se de seis casos confirmados, sendo quatro de pessoas residentes em Manaus (duas mulheres, de 40 e de 41 anos, e dois homens, de 16 e de 74 anos) e dois residentes no município de Maués (duas mulheres de 35 e de 59 anos). Os pacientes apresentaram febre, dor no corpo, dor de garganta, tosse, coriza, lombalgia, mialgia e dor de cabeça. As pessoas que testaram positivo relataram terem viajado aos estados do Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro ou terem tido contato com parentes que estiveram nesses dois últimos estados.

Quatro pacientes apresentaram esquema vacinal completo contra a Covid-19, um estava com a aplicação da primeira dose e um não havia sido vacinado. De acordo com a diretora-presidente em exercício da FVS-RCP, Tatyana Amorim, os seis casos positivos de Covid-19 pela variante Delta não necessitaram de internação hospitalar. “Dos seis pacientes, cinco não possuem comorbidades (doenças preexistentes) e evoluíram para cura. Um dos pacientes tem asma e está sendo submetido a tratamento domiciliar”, detalha.

A FVS-RCP recebeu a notificação, na noite de terça-feira (17/08), da Fundação Oswaldo Cruz – Instituto Leônidas e Maria Deane (Fiocruz Amazonas), órgão responsável pelo sequenciamento genômico do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no Amazonas, a partir das amostras coletadas e processadas pelo Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/FVS-RCP). O resultado obtido foi a partir das análises de 400 amostras de casos confirmados de Covid-19 identificadas inicialmente pelo Lacen- FVS-RCP e triadas usando o protocolo em tempo real para as variantes Alpha, Beta e Gamma.

Segundo a chefe do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs/FVS-RCP), Liane Souza, os pacientes foram identificados a partir do monitoramento da Vigilância Genômica, realizado a partir de coletas de amostras de exames de RT-PCR, por amostragem, nas unidades de saúde das redes pública e privada de Manaus.

“A equipes do Cievs no Amazonas investiga e realiza busca ativa dos contatos dos casos positivos de Covid-19, com a variante Delta, com ações que incluem contatos telefônicos, acompanhamento de estado de saúde e recomendações para isolamento de pacientes com o objetivo de combater a disseminação da variante no estado”, acrescenta Liane.

Vacinação e prevenção – A FVS-RCP reforça que é necessário que todos mantenham os cuidados de prevenção, com uso de máscaras e higienização das mãos, evitando também aglomerações. Recomenda, ainda, que a população atendida pela campanha de imunização contra a Covid-19 não deixe de se vacinar, completando o esquema vacinal para reduzir a possibilidade de agravamento de casos da doença.

Referência – A FVS-RCP é responsável pela Vigilância em Saúde do Amazonas e atua no monitoramento de doenças no estado. A instituição funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, na avenida Torquato Tapajós, 4.010, Colônia Santo Antônio, Manaus.

Foto: Eduardo Prado/FVS-RCP