Um dos tipos do vírus pode ser responsável por tumores nos olhos. Vacina contra HPV evita a transmissão.

Conhecido por ser uma das principais causas para o desenvolvimento de câncer de colo de útero, o papilomavírus humano (HPV) também pode atingir outros órgãos, como os olhos.
“O HPV do câncer de colo de útero é um adenovírus que também pode atingir a conjuntiva”, explica a oftalmologista Nubia Vanessa, do CBV – Hospital de Olhos. Ela lembra que a ciência conhece mais de 200 tipos de HPV, mas cerca de 40 deles são cancerígenos.

Quando o vírus chega aos olhos, os sintomas só podem ser identificados por um oftalmologista — por isso, é importante manter as consultas de rotina.

O principal sinal da presença do vírus no olho é uma pinta branca na íris, que vai crescendo com o passar do tempo. O diagnóstico precoce é importante, e se o tumor for identificado no início, é possível fazer o tratamento com colírios quimioterápicos ou com cirurgia. Em casos extremos, pode ser necessário retirar o olho e até a pálpebra.

Prevenção

O HPV é um vírus transmissível pelo contato direto com a pele ou mucosa infectada, principalmente durante o ato sexual sem proteção. A principal estratégia de saúde coletiva para evitar a transmissão do vírus é a vacinação, que é distribuída de forma gratuita pelo SUS para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos. O imunizante protege contra os quatro tipos mais perigosos de HPV.

 

 

 

 

Fonte: Metrópoles