A aprovação do Projeto de Lei n.108/2021, que acaba com o monopólio do gás natural no estado, é celebrada pelo presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas, deputado Roberto Cidade (PV), como uma vitória dos amazonenses. O projeto foi aprovado pelos deputados durante a sessão plenária desta quarta-feira (10).

Para o chefe do legislativo, com as novas diretrizes, e a abertura do mercado de distribuição de gás natural no Estado, será possível atrair novos investimentos e empregos para o setor.

“É uma grande vitória para o povo do Amazonas e um marco da economia. Precisamos garantir alternativas econômicas ao nosso Estado e a abertura do mercado de gás é uma delas. Com o mercado aberto, mais empresas serão estimuladas a investir no Amazonas e isso vai gerar a melhoria e o barateamento do serviço, além da geração de empregos aos amazonenses”, destacou Roberto Cidade.

De acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o Amazonas é hoje o terceiro maior produtor de gás natural do país, mas viu em menos de 10 anos suas reservas caírem 43,7% devido à ausência de novos investimentos na área de exploração e produção de petróleo e gás natural.

Foto: Evandro Seixas