Segundo governo medida visa reduzir aglomeração no transporte coletivo da capital para combater disseminação da Covid-19

O Governo do Amazonas estabeleceu novos horários para o início de atividades da construção civil e do comércio de rua em Manaus a partir desta segunda-feira (27). A medida visa reduzir a aglomeração de passageiros no transporte coletivo da capital para combater a disseminação da Covid-19, que já infectou mais de 96 mil pessoas no Estado

Conforme o Decreto nº 42.526, publicado no Diário Oficial do dia 20 de julho, a medida estabelece horários escalonados para a abertura diárias das atividades. A determinação, segundo o Governo, leva em conta a retomada das atividades comerciais e dos serviços não essenciais na capital

As atividades do setor de construção civil devem iniciar às 6h30, conforme decreto. As atividades de comércio de rua, apenas no Centro Histórico de Manaus, seguem cronograma escalonado:

  • Das 6h às 7h, no trecho da avenida Lourenço da Silva Braga até a rua Floriano Peixoto;
  • Das 7h às 8h, no trecho da rua Floriano Peixoto até a rua Guilherme Moreira;
  • Das 8h30 às 9h, da rua Guilherme Moreira até a rua Luiz Anthony.

O horário de funcionamento dos estabelecimentos poderá ser revisto, segundo o governo, com base nos indicadores técnicos relativos ao tema, ouvindo os órgãos públicos e entidades representativas dos setores específicos.

O Decreto também prevê a intensificação das políticas de informação e educação a respeito dos protocolos de higienização, além do aumento de fiscalização em relação ao uso de máscaras e das demais medidas de prevenção e controle do novo coronavírus.

O Governo informou que serão realizadas campanhas publicitárias, inclusive com utilização de alto-falantes, no interior dos terminais e áreas de grande movimentação, como shoppings centers e repartições públicas.

Uso de máscara

O Decreto reforça a obrigatoriedade do uso de máscara nas vias públicas e demais espaços públicos, como terminais de ônibus, no interior dos veículos de transporte coletivo, nas repartições públicas e dentro de qualquer estabelecimento comercial ou de prestação de serviço durante todo o período de permanência e circulação.