Rodrigo Garcia prometeu não tentar tirar da nova sigla deputados federais e prefeitos do interior paulista.

Nome do PSDB para a sucessão do governador João Doria em 2022, o vice-governador paulista, Rodrigo Garcia, fez proposta à cúpula do União Brasil para tentar fechar o apoio do novo partido à sua candidatura ao Palácio dos Bandeirantes no próximo ano.

Garcia prometeu que, caso o União Brasil o apoie em São Paulo, ele não só manterá na legenda os quatro deputados federais e os cerca de 70 prefeitos do interior paulista atualmente filiados ao DEM como articulará a filiação de mais 40 prefeitos à nova sigla no estado.

Do contrário, o vice de Doria avisou a dirigentes do União Brasil que articulará a filiação desses deputados e prefeitos paulistas do DEM a outros partidos. Os quatro deputados são: Alexandre Leite, Davi Soares, Eli Corrêa Filho e Geninho Zuliani.

O vice-governador paulista tem influência sobre essas lideranças porque era do DEM até antes de se filiar ao PSDB para a disputa de 2022. E sabe que a eleição de uma bancada robusta na Câmara é o que mais interessa para a maioria dos partidos, por ser o principal critério para divisão do fundo eleitoral.

Fonte: Metrópoles