Mudança de hábito e troca de alimentos processados por naturais são duas grandes dicas. Conheça outras.

Já reparou como os dias estão cada vez mais corridos? Seja pela tecnologia que encurtou distâncias, seja pela exigência do mercado de trabalho, muitas vezes deixamos de cuidar da saúde de uma das pessoas mais importantes do mundo: nós mesmos.

E isso é ainda mais verdade quando o assunto é a alimentação. Quem trabalha fora sabe muito bem como é difícil encontrar um local que sirva comida saudável, balanceada e gostosa. Para ajudar você a encontrar esse equilíbrio, preparamos 5 dicas para você se alimentar melhor. Confira.

1. Valorize os integrais

Uma das grandes mudanças que você pode fazer é inserir mais alimentos integrais em sua dieta. Alimentos integrais são minimamente processados e livres de conservantes e aditivos. Quer ver um exemplo? Trocar o suco processado de laranja pelo natural, sem conservantes.

Comer mais vegetais integrais pode reduzir as chances de você ter doenças crônicas como diabetes, doenças do coração e câncer, pois estes alimentos são cheios de vitaminas, minerais, fibras, antioxidantes e outros fitoquímicos. Já os alimentos processados sofrerão a remoção de muitos nutrientes durante o processo de fabricação.

2. Organize sua dieta para comer melhor

Que tal separar 10 minutos no final de semana para organizar o que pretende comer nos dias mais corridos da semana seguinte? Estando mais relaxado, você pode ter ideias melhores. Incorpore frutas e vegetais em suas refeições diárias. Como bônus, você estará mais propenso a economizar dinheiro quando pular suas refeições já prontas.

3. Aprenda a variar para não se cansar

Um truque que costuma funcionar bastante na hora de “reprogramar” a sua alimentação é fazer um esforço para variar as comidas integrais que põe em seu prato. Misture as coisas e tenha certeza de que não está colocando os mesmos vegetais no prato noite após noite. Isso pode além de deixar as refeições mais interessantes e ajudar você com a motivação para se alimentar melhor, também te ajuda a ter uma variedade maior de macro e micronutrientes.

Quer uma dica de ouro? Evite comer a mesma refeição dois dias seguidos. E mais: caso você tenha sobras, congele-as e coma na próxima semana ao invés de no dia seguinte.

4. Nem tudo que já está pronto para comer precisa ser industrializado

Temos a ideia errada de que o “pronto para comer” precisa ser ultra processado e industrializado, como caixas de cereais, barras de cereal e bolinhos e smoothies já prontos. Que tal, por exemplo, trocar esses produtos por castanhas, sementes, feijões tostados, frutas e palitinhos de vegetais frescos mergulhados em hommus? Além de deliciosos, são muito mais nutritivos.

O mesmo vale para o álcool. Seja rigoroso na substituição.  Refrigerantes, drinks leves e mesmo sucos de frutas são ricos em açúcar. Tente escolher uma boa e velha água mineral. Caso não queira tomar água pura o tempo todo, esprema um limão para aromatizar

5. A tecnologia pode ajudar!

Considere baixar um aplicativo para o seu celular que o ajude a continuar motivado e organizado durante a semana. Uma boa dica é o Dieta e Saúde. Esse app, depois de uma avaliação inicial de sua saúde, promove uma série de reuniões online com coachs de saúde, oferece rotinas de exercícios e cardápios personalizados. O app está disponível para a maioria das plataformas e permite que você sincronize em todos os seus dispositivos.

Para resumir, muito do sucesso de uma alimentação saudável, começa com a mudança de postura. Então, a dica final é: em vez de se preocupar apenas em perder peso e medidas, faça pequenas mudanças para criar melhores e mais saudáveis hábitos para você e sua família. Seu futuro agradece!

Fonte: met.life.com.br